Grunge Tumblr Themes
Rock and Rage

Note a diferença:

  • Um trabalhador privado não esté feliz com suas condições de trabalho, com o modo com que ele tem que fazer as coisas, seu salário e a duração da sua jornada de trabalho. Ele recorre ao sindicado de sua profissão, ou vai conversar direta e civilizadamente com seu patrão. Na maioria dos casos: Problema resolvido.
  • Um trabalhador público não está feliz com suas condições de trabalho, com o modo com que ele tem que fazer as coisas, seu salário e duração da sua jornada de trabalho. Ele junta-se com alguns colegas de trabalho, alguns destes que nem acha ruim seu trabalho, alguns que estão extremamente satifeitos, e faz uma greve, uma paralisação. Na maioria dos casos: O Governo enrola, e enrola, e dá uma pequena diferença no seu salário, o povo fica achando que alcançou seu objetivo.

Qual a diferença entre o primeiro e o segundo ?

Sim, se você respondeu “o primeiro realizou uma forma racional e mais efetiva de que o segundo”, você está certo !

O fato que o brasileiro, principalmente o empregado público, não entende, é que nem tudo se resolve com “violência”, paralizações, grandes reclamações públicas e coisas do tipo.

Pense bem, quem mais fica agressivo, faz vexame público e fica parado para chamar atenção ? Sim, as crianças !



O brasileiro precisa notar que atitudes infantis não tem influência política alguma, e tentar resolver se uma forma mais racional e “dura” é a solução.

Um outro erro do brasileiro, é pensar que está prejudicando apenas os governantes com estas atitudes de bebê, mas não ! Estes atos influem diretamente na vida de todo cidadão deste país, e pode prejudicar, e muito, um remoto futuro promissor do Brasil.

Primeiramente, se a greve em questão é de uma escola, ou melhor, de um hospital ! Centenas de pacientes estão no hospital, em estados lamentáveis, doenças graves, partos, pacientes em coma, e etc. Estando as coisas assim, os médicos resolvem parar de trabalhar para reclamar por melhores condições de trabalho. Mas e os pacientes, ficam como ? Fazem uma greve por melhores condições de atendimento ?!

O pior de tudo, é que mesmo fazendo greve, o cidadão não usa este tempo “livre” durante a greve para protestar pelos seus direitos, buscar informações sobre o que pode ser feito ou coisa do tipo, não ! Ele fica em sua casa, tomando sua “cervejinha”, levando tudo ao jeitinho brasileiro, e vai achando que é assim que tudo tem que ser…

Não estou culpando o brasileiro por protestar, acho o ato de protestar totalmente válido, estou dizendo que o brasileiro não sabe protestar da maneira correta ! Começando por perceber que tudo está errado.

Em uma rápida busca, encontrei que o salário inicial médio de um médico no Brasil é de aproximadamente R$ 1.110,00. Um valor nada mal como um valor inicial, certo ? Mas sabe o que é revoltante ?

Um médico, uma pessoa que salva vidas todos os dias ganhando R$1.100 por mês, enquanto um jogador de futebol, que só serve para chutar um círculo de borracha ou microfibra e tudo mais ganha mais de R$ 100.000 em um único mês.

Isto está errado, população ! Desculpem fanáticos por futebol, mas o esporte não é algo que deveria receber tanto incentivo fiscal assim, ganhando salários imensos deste modo. Porque não investir em educação e saúde ?

Investindo em educação, mais pessoas teriam informação o bastante para não lotar os hospitais de casais tristes que tiveram um filho por acidente, nem lotá-los de gente doente, gente prestes a morrer, agonizando, por ter pego algo relativamente fácil de curar, se a porcaria do médico público mal pago não simplesmente olhasse pro paciente e dissesse “está tudo bem, pode ir”, sem saber que uma pessoa assim pode ter AIDS, estar com algum problema no coração e coisas do tipo.

Entendendo isso, acorde população ! Fazer greve pode ajudar a reivindicar no Governo ? Sim, pode, mas de que adianta fazer isso se a população afunda junto e as coisas vão ficando cada vez mais difíceis…

  1. rockandrage posted this
Blog comments powered by Disqus